MPF_0287.jpg
 

Rumos Itaú Cultural 2015-2016

O Coco-Rojão e as Violas Eletrodinâmicas

 
 

Fotografia: Luiz Saia - Missão de Pesquisas Folclóricas, 1938, MPF_0287

 
 

Rumos Itaú Cultural
2015-2016

 

O projeto “O Coco-Rojão e as Violas Eletrodinâmicas: Pesquisa e Criação” – elaborado pelo músico Caçapa e selecionado no programa Rumos Itaú Cultural 2015-2016 – abrange, de forma articulada, três etapas principais: o estudo de linguagens musicais tradicionais, a construção de instrumentos e a composição contemporânea.

 
 

Caçapa

Compositor, arranjador, produtor musical e violeiro, nascido no Recife (PE) em 1975 e radicado em São Paulo (SP) desde 2014. Lançou o seu primeiro disco solo, "Elefantes na Rua Nova", em 2011, sob patrocínio da Petrobras, e com repertório composto a partir de Bolsa de Incentivo à Criação Artística, concedida pela Funarte em 2008.

 
AZOUGUE VAPOR (Sesc Belenzinho SP 2014) - Barbara Almeida

AZOUGUE VAPOR (Sesc Belenzinho SP 2014) - Barbara Almeida

Em 2012, compôs a trilha sonora original para o longa-metragem “Eles Voltam” e recebeu o Prêmio Especial na categoria Inovação, no Voa Viola: Festival Nacional de Viola. Neste mesmo ano, o CD “Elefantes na Rua Nova” foi considerado um dos melhores lançamentos de 2011 pelas revistas Sounds and Colours (Inglaterra) e +Soma (SP), pelos jornalistas Ronaldo Evangelista e Dafne Sampaio, e pelo site Radiola Urbana.

Ao lado de Alessandra Leão, criou o selo Garganta Records e a festa La Tabaquera. Acompanha a cantora desde 2006, na produção de seus discos e shows, além de formarem o duo LeãoCaçapa, com repertório dedicado à música tradicional do Nordeste e às próprias criações, individuais e em parceria.

Atualmente desenvolve o projeto “O Coco-Rojão e as Violas Eletrodinâmicas: Pesquisa e Criação”, aprovado no programa Rumos Itaú Cultural 2015-2016, e escreve a série de artigos “Por Uma Discografia Nordestina”, para o site Outros Críticos.

 
linha 3.png
 
 

Ao longo de mais de 20 anos de atividade profissional, colaborou criativamente – em discos e shows – com artistas muito diversos: os pernambucanos Alessandra Leão, Siba, Azougue Vapor, Siba e a Fuloresta, Nação Zumbi, Samba de Coco Raízes de Arcoverde, Bongar, Luiz Paixão, Biu Roque, SaGrama, Arabiando, Tiné, Chão e Chinelo, Maciel Salu e O Terno do Terreiro, Mestre Salustiano, Isaar, Hugo Linns, Walter Areia, Adelmo Arcoverde, Jacinto Silva, Silvério Pessoa e Felipe S.; os paulistas Iara Rennó, Renata Rosa, Kiko Dinucci, Thiago França, Juçara Marçal, Metá Metá, Rafa Barreto, Manu Maltez, Guilherme Kastrup, Rodrigo Campos, Beto Villares, Ricardo Carneiro, Marcelo Pretto, Meno, Paulinho Tó, Ná Ozzetti e Ivan Vilela; o gaúcho Arthur de Faria; os paraenses Natália Matos e Felipe Cordeiro; a Orquestra à Base de Cordas de Curitiba; os baianos Livia Mattos, Roberto Mendes, Leo Mendes, Julio Caldas e Viola de Arame; os paraibanos Chico Correa & Eletronic Band e Berra Boi; os cearenses da Fulô da Aurora; a argentina Florencia Bernales; e os japoneses Makoto Kubota e Mio Matsuda.